Valery Larbaud e Portugal

45.00

1 em stock

Descrição

Conferência pronunciada no Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian em 8 de Janeiro de 1974

Valorizado pela dedicatória do autor

Apresentação pelo escritor Domingos Monteiro

Apesar de nunca ter conhecido pessoalmente Valery Larbaud, Joaquim Paço D’Arcos escreve sobre ele como se com ele tivesse privado. Talvez por ter percorrido também alguns dos seus lugares de inspiração. Larbaud, homem viajado, que se deslumbrara pela poesia e pelo mundo de Walt Whitman, que escrevera o prefácio do primeiro livro de Faulkner em tradução francesa ou que apresentara em França, James Joyce e o seu “Ulisses” na sua primeira edição francesa, vem a Portugal em 1926, para uma visita inicialmente prevista de quatro meses, subitamente interrompida pela morte da sua tia Jeanne.

Acolhido por António Sérgio, António Ferro, João de Castro Osório e Almada Negreiros, no banquete em sua honra, Almada brindou-o recitando o poema em francês “Histoire du Portugal par Coeur” (aqui reproduzido), que havia escrito em Paris em 1919 e publicado no primeiro número da já rara “Contemporânea”.

Guimarães & Cª Editores

Partilhe nas redes sociais

Brand

Joaquim Paço D'Arcos

0

Carrinho